Em 18 de outubro de 2022, a Geminação de Mamíferos Marinhos organizou um workshop centrado no conjunto de ferramentas de Gestão de Mamíferos Marinhos e a sua respetiva adaptação às tartarugas marinhas por ocasião da 7.ª Conferência Mediterrânica sobre Tartarugas Marinhas, em Tetouan (Marrocos), destacando o conjunto de ferramentas como uma ferramenta fundamental para os gestores de AMPs, e o seu valor para a gestão de tartarugas marinhas no Mediterrâneo.

Ao longo dos últimos 200 anos, as atividades humanas fizeram pender a balança contra a sobrevivência das tartarugas marinhas no Mediterrâneo e no Oceano global.

Apesar dos seus níveis populacionais já estarem diminuídos, as tartarugas marinhas continuam a desempenhar importantes papéis ecológicos e socioeconómicos no Mediterrâneo. Contudo, a pesca comercial, as capturas acessórias marinhas, a perda de habitat de nidificação e o desenvolvimento costeiro, o influxo da poluição oceânica e as alterações climáticas continuam a ter um impacto devastador nas populações, empurrando as espécies para a extinção. O futuro das tartarugas marinhas será determinado pelas nossas ações atuais e futuras, pelo que o desenvolvimento e a implementação de planos de boa gestão para a conservação destas espécies deve ser uma prioridade urgente.

Com base no sucesso do conjunto de ferramentas de Gestão de Mamíferos Marinhos, e de acordo com o objetivo da Geminação “Adaptar o conjunto de ferramentas a outras espécies migratórias tais como tartarugas ou outras espécies significativas no Sudeste Asiático”, a Geminação de Mamíferos Marinhos acolheu um workshop que reuniu mais de 100 peritos em tartarugas marinhas, gestores de AMPs e partes interessadas para facilitar e construir uma estrutura inicial para a adaptação do conjunto de ferramentas para tartarugas marinhas.

Após uma manhã de apresentações e conversas que enfatizaram a necessidade de uma gestão baseada no ecossistema e a consideração de outras espécies móveis dentro das ações de conservação, o workshop teve início com uma apresentação introdutória sobre o Projeto de Governação dos Oceanos, financiado pela UE, a Geminação de Mamíferos Marinhos, e o conjunto de ferramentas de Gestão de Mamíferos Marinhos. A Geminação reconheceu a vulnerabilidade das espécies móveis dentro da região, emparelhando impactos e ações de gestão para mamíferos e tartarugas marinhos.

Após uma revisão dos componentes do conjunto de ferramentas, com especial atenção dada à ferramenta de autoavaliação e às fichas informativas, os participantes foram separados em cinco grupos. Estes grupos discutiram, propuseram e apresentaram conjuntamente considerações-chave para os gestores de AMPs e para a Geminação no que diz respeito à gestão eficaz das tartarugas marinhas sob os cinco temas centrais do conjunto de ferramentas: Quadros de Gestão, Enfrentar Ameaças e Atividades, Investigação e Conhecimento, Divulgação e Envolvimento e Gestão Eficaz.

Um resultado destas discussões é o desenvolvimento de uma base de conhecimentos para formular a produção de um novo conjunto de ferramentas para as tartarugas marinhas. A Geminação manterá subsequentemente a comunicação com os participantes, partilhando os avanços do desenvolvimento do conjunto de ferramentas e atuando como precursor de uma proposta de workshop em larga escala a convocar para a formação, a revisão e a avaliação do conjunto de ferramentas em 2023.

 

Thomas Dallison, da Geminação de Mamíferos Marinhos, apresentou o conjunto de ferramentas de gestão de mamíferos marinhos do projeto.

 

Estamos muito felizes por ver que mais de 100 pessoas participaram no workshop.