Entre 6 e 11 de março de 2023, a Geminação de Mamíferos Marinhos do da componente 2 do projeto de Governação dos Oceanos esteve presente no 3.º Congresso Mundial de Baleias-Jubarte, em Santo Domingo, República Dominicana. O congresso juntou partes interessadas envolvidas na conservação de baleias-jubarte, e o tema da edição deste ano foi “Economia Azul para o Desenvolvimento Sustentável”, abordando a importância das baleias-jubarte nas suas áreas de migração.

No primeiro dia do congresso, a geminação apresentou o conjunto de ferramentas de Gestão de Mamíferos Marinhos, um recurso online concebido para auxiliar gestores e técnicos de áreas marinhas protegidas (AMP) a compreender melhor e gerir mais eficazmente os mamíferos marinhos, através de planos de gestão de AMP e quadros políticos. O conjunto de ferramentas, formado por 4 componentes (fichas informativas, ferramenta de autoavaliação (SAT), boas práticas e comunidade de prática) disponibiliza ferramentas e recursos para apoiar as redes de gestores e a gestão e conservação de mamíferos marinhos. A palestra contou com a presença de 80 cientistas, conservacionistas e gestores, tendo servido de introdução à série de workshops de formação proporcionada pela geminação durante o congresso.

Os workshops intitulados “Rumo à gestão eficaz de mamíferos marinhos e AMP: Conjunto de Ferramentas para a Gestão de Mamíferos Marinhos” visaram aumentar a compreensão do conjunto de ferramentas, com um foco específico na utilização da ferramenta de autoavaliação, nomeadamente em cenários locais para apoiar a gestão de AMP. Os workshops contaram com a participação de técnicos de AMP, partes interessadas e utilizadores do Haiti, da Colômbia, do Equador e da República Dominicana, representando diferentes fases do processo de AMP, desde a delimitação do âmbito inicial e o desenvolvimento de AMP, até à monitorização e avaliação das AMP e à elaboração de relatórios sobre o progresso e a eficácia das AMP.

A geminação também patrocinou a participação de uma estudante de mestrado – Dalma Sonez, da Universidade da República do Uruguai. Dalma apoiou a geminação na realização dos workshops e apresentou o resultado da sua tese de mestrado, para a qual utilizou o conjunto de ferramentas para entender o nível de proteção dada aos mamíferos marinhos em 11 AMP em todo o continente americano.

O congresso proporcionou a oportunidade de destacar a adaptabilidade e aplicação multifacetada do conjunto de ferramentas para monitorização, avaliação, capacitação e comunicação. A geminação explorou novas formas de colaboração, focando-se na integração de novos gestores de AMP na sua comunidade de utilizadores e no fortalecimento dos seus recursos, e continuará a prestar um apoio valiosos a gestores e utilizadores para uma conservação de sucesso dos mamíferos marinhos.